Arquivo de Ativos Intangíveis Archives - TheDOMNetwork!

02Sep2011
A Insustentabilidade da Relação do Ser Coletivo com o Individual Thumbnail

A Insustentabilidade da Relação do Ser Coletivo com o Individual

Desde Karl Marx, a dicotomia fundamental da economia moderna está pautada na relação entre o Capital e o Trabalho. O Capital (Empresa) propicia o Trabalho (Funcionário) que, por seu lado, é a base da Sustentabilidade do Capital, através da dinâmica do consumo (oferta e procura). De lá para cá, as formas com que as empresas abordam os dilemas intrínsecos a esta relação, através de sua cultura corporativa, evoluíram em compasso com a evolução humana, científica tecnológica, etc. Porém, poucos foram os momentos em que a inovação para a renovação estrutural e sistêmica de velhas soluções foram tão prementes.

Leia mais
03Aug2011
O Papel da Web na Potencialização dos Intangíveis? Thumbnail

O Papel da Web na Potencialização dos Intangíveis?

Historicamente a World Wide Web (Teia Mundial de Computadores) iniciou suas atividades como uma traquitana tecnológica para cientistas compartilharem pesquisas e experiência, ou seja, Conhecimento. Duas décadas mais tarde, o acesso foi democratizado e este é o terreno de batalha das maiores empresas do planeta, mas também a mesa de negociação e troca diária de zilhões de dólares de tantas outras. (more…)

Leia mais
17Dec2010

Clima Corporativo como Ativo de Geração de Resultados

Qual o valor de um funcionário motivado, comprometido e engajado? Proatividade e competência têm preço? Qual o diferencial proporcionado por um colaborador talentoso e frequentemente treinado? Alguma dúvida de que um corpo de funcionários eficiente e interessado é um ativo intangível diretamente ligado à performance da empresa e seu sucesso? Mas como gerar este clima corporativo propício para a geração de resultados? Muitas são as respostas possíveis, porém uma abordagem comum adotada atualmente trata da aderência entre os valores pessoais dos funcionários de uma empresa e sua cultura corporativa (visão, missão, valores, etc). Quanto maior este alinhamento, maior a capacidade da empresa de gerar engajamento, energia e motivação de seus funcionários em atingir um determinado objetivo, por mais ambicioso ou “impossível” que este possa parecer em um primeiro momento.

Leia mais
01Dec2010
P: Como Justificar os Gastos e Investimentos em Ativos Intangíveis? R: Modelo IAM® Thumbnail

P: Como Justificar os Gastos e Investimentos em Ativos Intangíveis? R: Modelo IAM®

Empresas líderes dos mais variados segmentos têm utilizado a Metodologia IAM® para responder adequadamente às perguntas acima e, com isso, têm se mostrado mais eficientes na correta Identificação, Categorização, Medição e Gerenciamento dos chamados Ativos Intangíveis Estratégicos. (more…)

Leia mais
03Nov2010

Temas Críticos, Diretrizes e Gestão ou os 3 passos de uma Estratégia de Sustentabilidade Vencedora

Percepção de Valor de Sustentabilidade No que tange à sustentabilidade, a reputação e a credibilidade de empresas como Natura e Santander (ainda muito por efeito oriundo do Banco Real) são resultado da capacidade dessas empresas de apreenderem os conceitos de sustentabilidade e os transformá-los em práticas tangíveis e gerenciáveis. Dessa forma elas têm sido capazes de co-construírem com (e para) seus stakeholders operações mais eficientes sob a ótica do Triple Bottom Line. Nesse artigo, analisaremos brevemente os 3 passos de uma estratégia de sustentabilidade vencedora. 1. Identificar os Temas Críticos em Sustentabilidade para seus stakeholders Partindo do pressuposto que a Sustentabilidade, como ativo e como prática, já estão endereçadas na estratégia e no negócio da companhia – pelo menos como conceito/intenção, o primeiro pilar de uma estratégia de sustentabilidade vencedora é a identificação dos temas críticos de sustentabilidade para seus stakeholders, o que necessariamente presume um mapeamento detalhado e criterioso sobre quem são os stakeholders da empresa, de suas marcas, produtos e serviços. (more…)

Leia mais
21Sep2010
Valor Estratégico dos Intangíveis Thumbnail

Valor Estratégico dos Intangíveis

1) O que são Ativos Intangíveis O verdadeiro epicentro da diferenciação competitiva, aquela que alavanca o negócio das empresas garantindo que estas consigam alcançar as margens históricas demandadas por seus acionistas é um conjunto de vetores estratégicos que chamamos de Ativos Intangíveis. Ativos intangíveis são ativos imateriais, garantidores da perenidade e da diferenciação competitiva das empresas, responsáveis pela geração e/ou proteção de valor corporativo aos acionistas e demais stakeholders das empresas. (more…)

Leia mais
21Jul2010
DOMVideoBiz 007 – Gestão de Ativos Intangíveis Thumbnail

DOMVideoBiz 007 – Gestão de Ativos Intangíveis

Neste programa, Daniel Domeneghetti fala sobre a importância da gestão de ativos intangíveis.

Leia mais
21Jul2010

O Valor das Empresas está em seus Relacionamentos

A capacidade de gerar ou agregar o valor das empresas, seja ele tangível ou intangível, é diretamente proporcional à qualidade de seus relacionamentos corporativos e da forma como gerencia a percepção de seus principais stakeholders em relação aos seus ativos de valor através de seus diversos canais, mídias e veículos. Ou seja, o valor de uma empresa é determinado pelos seus stakeholders externos e cabe à empresa construir relacionamentos de qualidade pautados em experiências diferenciadas para potencializar seu valor ao longo do tempo.

Leia mais
21Jul2010

Gestão de Ativos Intangíveis: O Caminho do Crescimento com Valor Sustentável

É consenso entre as empresas e seus executivos que procurar novos focos para gerar crescimento de dois dígitos de forma a satisfazer os mais exigentes acionistas é tarefa tão necessária, quanto árdua. Fato é que são poucas as empresas globais que têm conseguido gerar, de forma consistente e contínua, margens de crescimento superiores a 10% ao ano. Neste jogo do mercado, a prerrogativa do acionista é a remuneração de seu capital na máxima possibilidade possível. A obrigação do gestor, do líder, do CEO, é criar estratégias e mecanismos para que isso seja possível, usando o mínimo de recursos possível. O inimigo é a concorrência, que compete pelos recursos escassos de market-share, mind-share e pocket-share. O Big Brother é o mercado e seus analistas, traders, investidores, market-makers e reguladores, que julgam as estratégias dessas empresas, impondo, em mercados mais desenvolvidos, o desafio da performance superior quarter a quarter. Fecham a equação de agentes, outros influentes reguladores, como ONGs e imprensa, que têm o poder de amplificar para o bem ou para o mal o que cada competidor faz para vencer o jogo, o Governo e a Sociedade e seus diversos interesses, os clientes e consumidores com seus diversos chapéus (e todo poder de conferir, em última instância, a vitória a quem desejarem) e os “aliados” que trabalham em/para cada competidor, traduzidos na figura de colaboradores, terceiros, fornecedores, parceiros, etc.

Leia mais
21Jul2010

Competividade, Vantagem Competitiva e os Intangíveis

Alta competitividade é um estágio que se alcança quando os principais critérios competitivos que regem determinado mercado de atuação são alcançados, a ponto de a empresa conquistar e manter os principais clientes e participar, de forma crescente e sustentável, com fatias de mercado adequadas às suas aspirações estratégicas, de posicionamento e de reputação, assim como, obviamente, financeiras e de valor. Empresas, assim como os organismos vivos em geral, dependem de sua capacidade de adaptação e mudança aos desafios impostos por seu meio ambiente (ecossistema). A dinâmica em que os mercados evoluem traz consigo mudanças de diferentes ordens e de diferentes origens, sem uma lógica linear ou totalmente previsível de acontecimentos e impactos, dada a diversidade de papéis e influências que cada uma das partes, atores deste ecossistema, sofre no processo de absorção e resposta a estas mudanças, assim como na interação com seus principais stakeholders.

Leia mais